MENU

- A Lei da Alcateia
- Livro da Selva
- Apresentação dos Lobitos
- Lobos na NET

- Menu Principal


"A Morena"
Adoptada pela Alcateia
a 16 de Fevereiro 2002




O Livro da Selva
de Rudyard Kipling

Uma tarde soou na selva o grito selvagem de Xer Cane, o tigre cruel. O Pai Lobo, que se preparava para caçar, foi detido pela Mãe Loba: - Escuta! Não é boi nem cabra que ele caça, mas um Homem! - A caça ao Homem é proibida pela Lei da Alcateia, porque é o mais fraco e desprotegido dos animais mas…Xer Cane não respeita a Lei da Alcateia.
Xer Cane, que sonhava com um bom jantar, falhou o salto e caíu no meio da fogueira que um grupo de lenhadores haviam feito. Ouviu-se um novo uivo enquanto o tigre, queimado e envergonhado, se escondia na floresta. Pai Lobo e Mãe Loba compreenderam que o tigre havia falhado a jogada.
Os lenhadores, amedrontados, fugiram esquecendo o filho mais novo que, assustado, se dirigiu sem saber para o covil dos lobos. Quando chegou perto do Pai Lobo, parou diante dele, olhou-o e riu-se. Com precaução Pai Lobo transportou a criança para o covil e colocou-a no meio dos seus filhotes. A criança acomodou-se entre eles e adormeceu sob o olhar enternecido da Mãe Loba que decidiu protegê-lo. Chamou-lhe Maugli, que significa rã, porque o menino não tinha pêlos no corpo, tal como a rã.
Pai e Mãe Lobos queriam que Maugli fizesse parte da sua família mas, para isso, era necessária a autorização da Alcateia dos Lobos da Selva de Seiouni. Estes reuniam-se na Rocha do Conselho, todos os meses, com Áquelá, o seu chefe, quando havia lua cheia. Nesta ocasião eram apresentados os novos lobitos e relembradas as palavras de ordem da Alcateia. Pai e Mãe Loba apresentaram os seus filhotes e com eles ía Maugli. Mas, para que este fosse aceite, era necessário que dois animais importantes na selva, que não os pais, tomassem a sua defesa.
Balú, o urso que ensina a Lei da Selva aos mais novos, disse que não via mal nenhum em que Maugli ficasse entre os lobos e Baguera, a ágil pantera negra, ofereceu um touro gordo à Alcateia de Seiouni para que esta autorizasse a permanência do menino entre o povo livre.
Maugli foi crescendo feliz na companhia dos lobos. Aprendeu a subir às árvores, a correr, a nadar e a mergulhar no lago sem incomodar as rãs, a tirar os espinhos das patas dos seus irmãos lobos e a conhecer as bagas e os frutos bons para comer e Balú ensinou-lhe a linguagem dos vários animais da selva.
Um dia, enqunto Balú dormia, Maugli foi raptado pelos Banderlogues, macacos sem lei e pouco asseados, que o levaram pensando que ele conhecia o segredo do fogo, um segredo dos Homens. Balú e Baguera pediram a Cá, a enorme serpente, que os ajudasse a libertar Maugli …e conseguiram.




Xer Cane, que jurara matar Maugli, tentou entrar no covil várias vezes para recuperar a "sua" presa. Mas, quando quis cumprir a sua ameaça, Maugli era já um valente rapaz e um dia acabou mesmo por matar o tigre cruel.


A história de Maugli é cheia de aventuras…vem vivê-las na alcateia!


A.E.P. Grupo 206  - 2002