MENU

- Plano Anual de Grupo
- Actividades de Grupo
- Relatório de Actividades
- Ordens de Serviço

- Menu Principal


** Primeira Actividade
** Primeiro Acampamento de Grupo
** Inauguração Oficial do Grupo 206
** Acampamento Regional
** Bazar de Natal
** Acantonamento de Natal
** Visita ao Centro de Recuparação do Lobo Ibérico

** Comemoração do dia de BP  - 22 de Fevereiro
** Acampamento da Páscoa 2002
** Acantonamento Serra da Estrela 2002
** Visita ao Oceanário de Lisboa
** Corrida Regional de Carrinhos de Rolamentos
** Festa do Primeiro Aniversário do Grupo 206
** Banco Alimentar
** Acantonamento de Natal 2002


Primeira Actividade de Grupo

A primeira actividade de Grupo ocorreu em Dezembro de 2000  e consistiu num jantar / Festa de Natal com troca de prendas, que juntou na cantina do ACM da Bela Vista, pais e filhos num convívio muito saudável. O manjar foi um magnífico “Arroz á Valência” confeccionado por Ana Albuquerque (hoje instrutora para o ambiente) a que se seguiu a tradicional troca de prendas e o primeiro “Fogo de Conselho”. Estiveram também presentes vários elementos da Chefia Regional. A festa foi um grande sucesso.

Primeiro Acampamento de Grupo

O primeiro acampamento de Grupo realizou-se também no PNEC, em Março de 2001 e teve com tema “Deixar o Mundo Melhor”.
Participaram nesta actividade todos os júniores que tinham participado na anterior mais os recém admitidos; Conceição Santos, Sara Tavares, Soraia Amado e Marina Dias (14). Pela parte da Alcateia participaram os seguintes lobitos: Rita Reys, Vivalda Isabel, Luís Mateus, Rui Sampaio, Fábio Fortunato, Miguel Cardoso, Gonçalo Cezário,  Teresa Mendes, Marlene Couto e Cláudia Couto (10). José Miguel Nogueira, Paulo Dias, Paulo Pronto e Sofia Matos (4) foram os responsáveis em campo.
A actividade correu bem, destacando-se as construções de patrulha, o célebre fogo de conselho do “Confessionário” e o Grande Jogo pela Arriba Fóssil.

Inauguração Oficial do Grupo 206

O dia escolhido para a Inauguração oficial do Grupo (DIA 23 DE JUNHO) coincidiu com dia onde se realizaram as primeiras promessas e compromissos de honra dos nossos escoteiros.

 O dia de Sábado dia 23 de Junho de 2001 amanheceu solarengo e prometedor. Os dirigentes do 206, contando com a ajuda sempre pronta da chefia regional, acordaram bem cedo e desde logo deitaram mãos á obra. Enquanto o grupo da cozinha (Paulo Pronto, Sofia, Ana Albuquerque, Joana Marques, Sandra Cordeiro (Região), Paulino Lopes (Região) Anabela Rito (Grupo 40) e Mónica Silva (Região) confeccionava os muitos litros de caracóis, o tradicional caldo verde e tratava de toda a logística inerente ao almoço de campo; o grupo das estruturas (José Miguel, Pedro Ataz (Grupo 40) e Pedro Rodrigues (Região), ia montando todas as estruturas necessárias ao bom desenrolar da festa e da animação escotista  (tipo fogo de conselho) que iria decorrer durante toda a tarde. Por volta das 12 horas, na nossa sede,  tudo estava em ordem; os aspirantes a lobitos e escoteiros juniores, pela primeira vez uniformizados, aguardavam impacientemente o início das cerimónias,  a bandeira do Grupo, “novíssima em folha”, já se encontrava no estandarte, os escoteiros dos outros grupos da Região de Setúbal (40, 123  e 204) também começavam a chegar, aumentando assim a cor e a alegria da festa, as individualidades oficiais também não faltaram (Presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, Representante do Presidente da Câmara Municipal de Setúbal e do Governador Civil e Direcção da ACM em peso) ... enfim tudo aguardava a chegada do Presidente da AEP (João Azeitona) para que tudo começasse.

As cerimónias tiveram início cerca das 13 horas, coma a inauguração oficial pelo Presidente da Associação dos Escoteiros de Portugal do Grupo 206 de Setúbal (Bela Vista) e com a investidura de Escoteiro Chefe de Grupo de José Miguel Nogueira. Logo em seguida efectuaram-se as promessas de 10 lobitos (Rita Reys, Vivalda Isabel, Luís Mateus, Rui Sampaio, Fábio Fortunato, Miguel Cardoso, Gonçalo Cezário,  Teresa Mendes, Marlene Couto e Cláudia Couto) e os compromissos de honra de 10 escoteiros júniores (Fábia Rosa, Dulce Semedo, Sandro Teixeira, Diogo Faria, Rudy Cardoso, Ricardo Raminhos, Ana Camilo, Aldair Dias, Sara Tavares e Soraia Amado).
Em seguida tudo “marchou” para a Herdade das Mouriscas onde se realizou o “Almoço Convívio”, com pais, amigos, chefia regional e os grupos convidados, tendo a festa terminado com uma grande “Tarde de Animação Escotista”, onde as peças de teatro, as canções, as danças e outras animações foram os ingredientes principais. 

A inauguração do Grupo 206 foi objecto da página principal e centrais do jornal “O Setúlalense”, onde as fotos do compromisso apareciam em grande plano. Outros jornais locais e as radios Azul e Voz deram também cobertura mediática ao acontecimento.

Acampamento Regional

O primeiro ano escotista fechou com a participação do Grupo 206 no Acampamento Regional de Setúbal (Setembro de 2001), onde a delegação do 206 foi a mais numerosa da Região (28 elementos; 9 lobitos, 16 escoteiros júniores e 3 dirigentes).

O acampamento foi subordinado à temática da “água”, que viria a ser abordada de diferentes formas por cada divisão. A inscrição de campo custava 5.000$00 e como a malta não estava muito abonada financeiramente,  toda a gente vendeu autocolantes para pagar a sua inscrição. O que é certo, é que no dia “D” para pagar á Chefia Regional, o dinheirinho estava lá todo.
 Não queremos deixar de salientar, que só com o sacrifício e o empenho de todo o Grupo, foi possível podermos suportar esta grande despesa e participar nesta actividade.

Enquanto a alcateia trabalhou neste acampamento em torno da “mística da Água Lilás”, baseada num romance de Pepetela (escritor angolano), a Tribo Júnior teve actividades mais radicais, como Slide, Rapell, entre outras.
Na alcateia, e como pontos de maior destaque salintam-se; o Atelier de confecção de fatos místicos em esponja e a colorida e fantástica apresentação da sua peça no Fogo de Conselho. Os lobitos adoraram também a canoagem (não queriam largar as canoas ?) e o mel ...

Na Tribo Júnior destacamos o Grande Jogo, no qual o nosso Aldair foi á banhoca no “verdum” para encontrar uma tal mensagem e as actividades radicais que já falámos atrás (rapell, slide e canoagem). Os jogos na Barragem, o Jogo Nocturno e o Fogo de Conselho correram também bastante bem (quem não se lembra da participação do Sandro e do Aldair no diálogo ao telemóvel). 

A patrulha Lobo da TJ ficou toda inchada e convencida porque ganhou o Regional Júnior, mas já percebeu que o mais importante no funcionamento da Patrulha não é isso ... Não é Rudy ?
No final todos estavam super contentes, pois a actividade tinha superado as melhores expectativas.

Bazar de Natal 2001

No primeiro fim de semana de Dezembro realizámos no Pavilhão da Junta de Freguesia de São Sebastião, um grande Bazar de Natal.
O objectivo era o de angariar dinheiro para financiar a nossa próxima actividade de grupo (o acantonamento de natal) a realizar na vila de Alcochete.
Esta actividade foi divulgada através da comunicação social local, nomeadamente através dos Jornais; “O Setubalense, O Actual e do Correio de Setúbal”, e da Radio Azul.
Distribuímos também cerca de 1000 folhetos nossos de divulgação.
 
A preparação da sala foi efectuada na véspera pelos nossos dirigentes. Havia que recolher todo o material que se encontrava espalhado em vários sítios e arrumar tudo a preceito. Esta tarefa parecia-nos megalómana, tal era a quantidade de objectos que possuíamos guardados.

A maior parte dos produtos postos á venda tinham-nos sido cedidos gratuitamente pela Empresa LIDL & Com.

O bazar foi um verdadeiro sucesso. Pelas 10.30 horas, fizemos a nossa inauguração oficial e nela tomaram parte o Sr Presidente da Junta de Freguesia, o Sr. Director Executivo da ACM, a Sra Delegada Regional do IPJ de Setúbal, o Exc Chefe Regional, entre outras individualidades convidadas.
     
Cá fora e como chamariz, tínhamos uma potente coluna de som, que teve a missão de “chamar” os compradores. Da coluna de som ecoava música  natalícia e slogans apelativos ao bazar.

Os lobitos, pelas ruas, levavam o se chamou mais tarde o “Bazar Móvel” a todos os transeuntes que por ali passavam.

Muitos moradores da zona aproveitaram os nossos famosos “preços baixos” e no final do 2º dia de actividade, o bazar tinha sido um êxito não só em termos financeiros, como no que respeitou á excelente interacção com a população.

Para nós serviu para financiar a 100% a nossa actividade de Natal, para a população foi um boa maneira de adquirirem as suas compras natalícias a preços IMPOSSÍVEIS.

Acantonamento de Natal
(14,15,16 Dezembro de 2001)

Por volta das 20 horas de dia 14 (Sexta-feira), começámos a concentrarmo-nos junto á nossa sede. A animação era enorme, nunca até aqui tínhamos realizado uma actividade de Grupo com tantos participantes. “Já somos muitos” ... os suficientes para encher um autocarro”, comentava-se á boca cheia !

Cerca de 40 elementos, esperavam ansiosamente pele hora de partida, o que veio a acontecer perto das 20.30h.

À chegada a Alcochete, terra onde iríamos acantonar (no Centro de Juventude da Câmara Municipal) e depois das considerações iniciais, normais em cada actividade, distribuímos os elementos pelos quartos (camaratas), tendo com é obvio, em atenção a questão dos sexos.

Para a noite de dia 14 estavam previstas 3 pequenas actividades; “Os Desejos de Natal, a cerimónia do “Amigo Secreto” e finalmente a retrospectiva em slides “O 206 em acção”.

Cada escoteiro, depois de meditar em pouco, formulou individualmente e partilhou com o Grupo o seu “DESEJO DE NATAL”. Esta acção correu muito bem e foi vivida intensamente por todos.

Em seguida procedeu-se á explicação do “Jogo do Amigo Secreto”, que decorreu durante os 3 dias de actividade. A cada escoteiro calhou (por sorteio) um amigo secreto, a quem se deveria mandar mensagens de amizade sem este descobrir quem o fazia. O objectivo seria, que no último dia, cada um pudesse identificar o seu amigo secreto e ficasse, claro mais amigo deste.

Malgrado algumas “trocas” de amigos secretos, por questões de CORAÇÃO, este jogo resultou muito bem.

A noite de actividades terminou com a apresentação de uma selecção de slides sobre as actividades de Grupo e das Divisões. Todos gostaram de ver a sua “Carinha Laroca” na parede.

O dia de Sábado foi, como não podia deixar de ser o mais completo de todos. Enquanto os lobitos ficaram no Centro a realizar o seu Atelier de confecção de fantoches, velas de Natal e pinturas várias, os júniores rumaram à Herdade da Barroca com objectivo de realizarem actividades radicais.
 
A actividade na Herdade da Barroca  foi realizada em parceria com a Tribo Júnior do Grupo 123, aliás, para ser mais justo, o Paulo Sergio (Esc. Chefe de Tribo Júnior do 123) é que detinha os contactos para as autorizações necessárias.

Como “a coisa” ainda era bastante longe de Alcochete e tínhamos pressa em chegar,  porque as actividades eram muitas, e as horas de sol poucas, repartimos o efectivo da TJ do 206 (20 elementos) apenas por 3 pobres viaturas... “carro dos Chefes SOFRE” ...

Na Herdade e enquanto se fazia os preparativos para a ESCALADA e para o RAPELL, a malta aqueceu com um joguito de “futebol humano”.

Depois começaram as actividades radicais propriamente ditas, sendo primeiro a escalada, depois o rapell e no final a travessia do rio em cabo vai vem.

Este dia em contacto coma natureza foi muito agradável .... especialmente para o Bruno, que como estava cheio de calor, decidiu seguir os conselhos paternais do Paulo Sergio e ir experimentar a temperatura da água ... o pior foi quando descobriu a roupa molhada ?

Há noite e depois do Jantar de NATAL, confeccionado pela Chefia, para todos,  houve lugar á investidura de dirigente do então Aspirante Paulo Pronto (investido Esc. Chefe de Alcateia). Esta cerimónia foi presenciada pelo Chefe Regional, que foi um dos convidados para o nosso Jantar de Natal.

Mais tarde demos lugar á já tradicional, TROCA DE PRENDAS e ao nosso Fogo De Conselho. Do Fogo de Conselho, destaca-se o teatro de fantoches produzido e realizado pela ALCATEIA e intitulado “O Natal de Mowgli” e as representações das patrulhas júniores. Dos Júniores destacamos a peça da Patrulha falcão que tinha por base o comportamento de “meninos” da Bela Vista na sala de aula.  

No último dia destaque para o Jogo “À Roda de Alcochete”, onde as equipas participantes eram constituídas por um misto de dirigentes, escoteiros júniores e lobitos.

Este jogo foi excelente para a chamada interacção com a população local, pois para a realização das muitas tarefas do mesmo seria necessária a “ajuda” dos Alcochetanos. O jogo foi muito divertido e terminou perto da hora do almoço.

O almoço foi mais uma vez confeccionado pela Chefia (não se habituem) e depois da avaliação final da actividade rumámos a Setúbal para aí terminar a actividade.

Visita ao Centro de recuperação do Lobo Ibérico

Pois (ninguém começa nada por pois ... pois não ? ? ), foi no dia 16 de Fevereiro de 2002 que tivemos o privilégio de visitar o Centro de Recuperação do Lobo Ibérico sito em Malveira - Mafra.

A importância desta visita é mais acentuada para os mais pequeninos LOBITOS, cuja mística da Divisão é exactamente baseada na “ALCATEIA” e na sua organização livre e democrática em contraste com a desorganização e ausência de valores dos outros protagonistas da “História da Selva”; os macacos.

O objectivo na nossa Alcateia, é educar, socializar e transmitir valores através do IMAGINÀRIO e do FANTÀSTICO da “História da Selva”.

Esta actividade foi preparada pela Aspirante a dirigente Margarida Charouco, que estabeleceu os contactos e consegui a gratuiticidade da visita. O transporte foi assegurado pela Junta de Freguesia.

Para os mais velhos (júniores), o objectivo foi a sensibilização para a preservação dos animais em extinção, acentuando que a coexistência do homem com o animal selvagem é possível e muitas vezes necessária para a manutenção das espécies.

Chegados ao centro, os lobitos fizeram  primeiro a visita e observaram 2 lobos. Enquanto decorria a visita dos lobitos, os escoteiros júniores votavam para os “206 AWARDS”, os prémios anuais do Grupo 206 (alusivo aos Óscares), que são geralmente divulgados na  actividade comemorativa do dia de BP (22 de Fevereiro). Os lobitos, mais tarde também tiveram a sua oportunidade de votar nos NOMEADOS nas diversas CATEGORIAS em concurso.

A “volta” dos júniores em busca dos Lobos correu um pouco melhor, pois como era mais tarde e não estava tanto calor, pode-se observar mais lobos.

No geral todos adoraram a visita e ficaram AMIGOS dos lobos ... tanto é que a Alcateia do 206 adoptou logo “A MORENA” nesse dia um Lobo e ... a Tribo Júnior ficou de faze-lo também.

Comemoração do dia de BP  - 22 de Fevereiro
(Página da NET, 206 AWARDS e bivaque de Grupo)


O dia 22 de Fevereiro de 2002 estava porreiro, o céu azulava-se pelo meio de 4 ou 5 nuvens brancas, a quem os entendidos e os escoteiros, chamam de “Cumulus” . Este foi o dia escolhido para a inauguração desta PÁGINA ... da nossa página da NET. Depois de dois desgraçados membros da Chefia terem feito uma directa a trabalhar nesta Página, eis que pelas 11 horas, nas instalações do IPJ de Setúbal era oficialmente apresentada aos escoteiros e á comunidade, a Página na NET do Grupo 206.
A apresentação foi um sucesso. 

A seguir, rumámos para o campo onde almoçámos. Findo o almoço, começou a cerimónia da entrega dos “206 Awards”, os “Óscares” do nosso Grupo, na qual foram contemplados muitos escoteiros e dirigentes. A tarde continuou com um divertido “pacote de jogos” alusivos ao dia de BP.

Acampamento da Páscoa 2002

O Acampamento da Páscoa é uma actividade anual de Grupo, tem caracter regular e decorre normalmente no PNEC.
O objectivo principal deste acampamento (versão 2002) era desenvolver e aperfeiçoar as técnicas escotistas/pioneirismo. Neste sentido, as patrulhas esforçaram-se por realizar boas e úteis construções. O fogo de conselho e o jogo nocturno foram também actividades muito apreciadas pela malta.  No que toca á Alcateia, a célebre “gincana na lama” foi a actividade que mais deu que falar ...

Acantonamento Serra da Estrela 2002

A partida ocorreu a 26 de Abril (Sexta-feira) pelas 20.00h, chegando a malta á Guarda (onde se montou o quartel general) já passava da meia-noite.
O alojamento na Pousada da Juventude da Guarda foi uma cortesia do IPJ. A manhã de Sábado foi passada em acções de formação (quer na Alcateia, quer na Tribo Júnior). Á hora de almoço rumámos para a Serra da Estrela, onde passámos toda a tarde a brincar na neve e a fazer SKÚ.

 Á noite e depois do famoso concurso de feijoadas serranas (que estavam maravilhosas) tivemos um não menos famoso fogo de conselho, onde se destacou a vedeta “Marlene” e as suas “muchachas” e a boys band e”Anjos na Neve”.
Domingo de manhã teve lugar um grande jogo de cidade, pela Guarda, onde toda a gente se divertiu e ao mesmo tempo, aprendeu imenso.

Visita ao Oceanário de Lisboa  

Esta visita só foi possível, porque em boa hora e graças a um empurrãozinho da Susana, o Oceanário decidiu oferecer os bilhetes para todos.
Foi de facto uma actividade espectacular, com direito a visita guiada e tudo, ao enorme mundo marinho  que é o Oceanário de Lisboa.
A peripécia do dia ocorreu quando convencemos os lobitos que podiam vestir o fato de mergulhador  e ir brincar com os peixes ... já havia voluntários para começar a mergulhar quando arrancamos para o Parque do Trancão, onde passamos toda a tarde. As patrulhas reuniram, os lobitos fizeram jogos ... e ... por fim deu-se um grande jogo de Rugby, na esplendorosa relva do Trancão, no qual o José Miguel e o Paulo Pronto se lesionaram nos dedos após uma acesa disputa de bola.

Corrida Regional de Carrinhos de Rolamentos

Esta actividade regional proporcionou aos nossos escoteiros a possibilidade de criar e construir os seus bólides, de acordo com o gosto e a criatividade de cada patrulha. No que diz respeito á Alcateia, a chefia deu uma “valente ajudinha” e eis que nasceram o Tubarão Martelo e a Banheira,  dois dos carros mais famosos de todo o concurso. A Júnior apresentou 4 carros (1 por cada patrulha); o MG Lobo, um espécie de formula 1 dedicado á Patrulha Lobo, o Rato da Patrulha Falcão, cuja carroçaria era um autentico rato cinzento; O Peixe da Patrulha Pantera, um excelente peixão dourado e finalmente o “Afro-Men” da Patrulha Puma, Um formula 1 dedicado a essa personagem.

Esta actividade estava dividida em 3 provas principais: a elegância dos carros, a velocidade e a prova de gincana. Entre Lobitos e Júniores trouxemos 6 taças, mas o mais importante foi o verdadeiro convívio entre todos os escoteiros da região de Setúbal e a alegria e o entusiasmo que reinaram em toda a prova.

Festa do Primeiro Aniversário do Grupo 206   

No dia 22 de Junho (Sábado), comemoramos o nosso primeiro aniversário oficial.
As comemorações começaram com uma breve sessão oficial na nossa sede, na qual foi efectuado um balanço da actividade do Grupo ao longo do ano, analisados os objectivos propostos á partida, apresentado publicamente o relatório de actividades e traçados os principais desafios futuros.

Em seguida, foi colocada na Bandeira do Grupo, a ESTRELA que simboliza o 1º ano de
serviço aos jovens da Bela Vista.  

Ajudaram a colocar a estrela, apadrinhando o nosso projecto, as seguintes entidades
convidadas:
IPJ (Dra Fátima Lopes – Delegada Regional), CDSSS de Setúbal (Dr. Carlos Gordo – Director de Serviços de Acção Social), CMS (Dra Isabel Oliveira – PROQUAL), ACM (Dr. Mário Pereira – Director Executivo), Chefia Regional de Setúbal da AEP (Esc. Chefe Paulino Lopes – Chefe Regional), Grupo 40 de da AEP – Palmela (Esc.Chefe de Grupo Ângela Papa) e Grupo 123 da AEP - Montijo (Esc. Chefe Paulo Sérgio).

De seguida, procedeu-se á cerimónia de Promessa de 3 novos Lobitos (O André, o Miguel Couto e o Hugo). Os novos Lobitos prometeram fazer todos os dias uma BOA ACÇÂO e seguir sempre os conselhos dos VELHOS LOBOS ( que são os pais, os professores e os chefes de Alcateia).

Encerradas as cerimónias destinadas á Alcateia, eis que se desenrola um dos momentos mais sérios do dia, os COMPROMISSOS DE HONRA de 14 novos escoteiros; da Tribo Júnior (Divisão que compreende jovens dos 10 aos 14 anos) e da Tribo sénior (dos 14 aos 17 anos). Fizeram compromisso a Andreia, Carina, Emanuel, Pedro Bossa, Vera, Sara Silva, Sara Isabel, Filipe, Filipa, Cheila, Conceição, Helder, João Carlos e Bruno.    

Concluídas as cerimónias na sede, rumámos ás Mouriscas, onde se realizou uma grande almoço de confraternização entre os escoteiros, suas famílias e todos os convidados. Estiveram presentes neste evento cerca de 200 pessoas. A ementa, tipicamente portuguesa (caldo verde, bifanas, caracóis, chouriço e entremeadas), foi confeccionada totalmente por nós. O bolo de aniversário foi uma simpática prenda do IPJ de Setúbal.

Depois de almoço ocorreram cerimónias de entrega de distintivos de primeira estrela
aos lobitos que completaram essa etapa de progresso, passagens de divisão de lobitos a júniores e de júniores a séniores, abertura oficial da Tribo Sénior (dos 14 aos 17 anos) e investiduras dos guias de patrulha, democraticamente eleitos por todos os elementos de cada patrulha.

A tarde de animação escotista, que se iniciou, findas as cerimónias, contagiou todos os presentes e potenciou um espírito de ampla fraternidade, alegria e convívio. As peças, animações  e danças apresentadas pelos nossos escoteiros, foram exclusivamente concebidas e ensaiadas pelos escoteiros.

Com a partida do bolo de aniversário e a canção dos parabéns, terminou também a nossa festa de comemoração do 1º aniversário do Grupo 206 ...“para o ano voltaremos a celebrar este desígnio fantástico de SERVIR quem mais precisa, sem nada pedir em troca”.

Banco Alimentar

Os escoteiros e dirigentes do Grupo 206 participaram em Dezembro passado, na recolha de alimentos para o Banco Alimentar Contra a Fome. A nosso cargo ficou a MACRO de Palmela e a quantidade de alimentos recolhidos (2 toneladas e 100 quilos ) superou largamente as expectativas. Foi decerto uma experiência que iremos repetir, pois as boas acções colectivas são fundamentais para a percepção do verdadeiro espírito escotista. 

Acantonamento de Natal 2002

O Acantonamento de Natal 2002 decorreu em Almograve durante os dias 20,21 e 22 de Dezembro e foi inequivocamente, uma das mais participadas actividades de sempre na história do Grupo 206 (estiveram presentes cerca de 50 elementos). O alojamento escolhido foi a  Pousada de Juventude desta bonita vila alentejana. Esta actividade só foi possível graças ao apoio financeiro da Delegação de Setúbal do IPJ. A partida, como geralmente acontece nestas actividades de grupo, aconteceu na sexta-feira á noite (depois da escola, claro). Á chegada a Almograve (perto das 23 horas) e depois da distribuição dos quartos pelo pessoal, realizou-se a primeira actividade deste acantonamento, que intitulámos de “Acto Comunitário”.  Em conjunto reflectimos sobre temas como a importância do escotismo na sociedade actual, o que deveria mudar na juventude em geral e no bairro da Bela Vista e no final cada exteriorizou a sua mensagem / testemunho de Natal.

Toc, Toc, Toc, são 8 horas e toca a levantar ... as portas dos quartos protestavam, mas estava na hora ... era a alvorada do primeiro dia em Almograve.
Sábado amanheceu solarengo e prometedor e depois de um merecido pequeno almoço, ala a caminho da praia que o dia está convidativo. Enquanto a “Lobitagem” passou amanhã em jogos na praia, malta da júnior e da sénior, aprendia a fazer todo o tipo de nós escotistas. Claro que só ensinamos nós úteis, capazes de desenrascar qualquer um, nas mais difíceis situações e embaraços.

Durante a tarde e enquanto os lobitos confeccionavam os seus maravilhosos fatos para o desfile da noite, os júniores e os séniores, em equipas mistas, jogaram jogos fantásticos dos quais se destacam “As Prendas Malukas”, uma espécie de jogo da gloria escotista, com muita, muita animação, “As Árvores da Natal Humanas” e a Gincana das Renas da Pai Natal”.

Depois do Jantar de Natal, foi altura para as cerimónias de investidura de dois novos dirigentes do Grupo 206. O Pedro Silva e a Margarida Charouco. Ambos foram investidos Escoteiros Sub-Chefe de Alcateia.  Logo em seguida começou o Grande Fogo de Conselho de Natal, cujo principal atractivo foi o “206 Fashion 2002”. Muitos, variados e coloridos fatos apresentaram-se perante um júri de reconhecido gabarito internacional  J, que avaliou e escolheu os melhores. A grande novidade deste concurso residia no facto dos fatos terem sido confeccionados pelos próprios.

Findo o desfile, o Fogo de Conselho continuou animadíssimo e terminou com a já célebre troca de prendas.

A manhã de Domingo foi palco para o jogo de Grupo Jogo “A Caça ao Tesouro do Pai Natal”, que decorreu com muita animação e entusiasmo. Antes da partida, houve ainda tempo para recordar os nós aprendidos nas véspera, para algumas animações de grupo, como a dança “Taco Punta” e para a tradicional avaliação. 

Pela forma como decorreu, esta grande actividade, ficará para sempre na memória de todos nós !



A.E.P. Grupo 206  - 2002